Comida & Bebida

Porão do Alemão Verificado

0 / 5




Porão do Alemão: Como Começou

O Porão era um anexo do restaurante que nunca chegou a funcionar como restaurante. Através da sugestão do Sr. Luiz Lauschner (pai do Alemão) resolveram aproveitar espaço como bar temático. Garçons vestidos a caráter, música e comida alemã fazem parte desta história que começou por acaso no dia internacional do Rock, descoberto posteriormente pelo Alemão em seus momentos raros de leitura no Manual dos curiosos, o Porão do Alemão foi aberto exatamente, sem nenhuma intenção no dia 13 de julho de 1998.

Porém, por não haver acervo Alemão suficiente para se tocar todos os dias, passaram a incluir a MPB no restaurante-bar Porão do Alemão.

Foram aproximadamente 4 meses com esse estilo e com poucos clientes! A intenção com este bar era atrair descendentes de alemão e turistas, o que realmente não acontecia.

Dos amigos fundadores, os mais importantes foram: Denis Rangel, que trazia seus CDs e amigos para curtir o som do bar; Kleber Lauschner (1983-2006), primo do Alemão, doou um único CD do nirvana (na época), Unplugged; Guaraciaba de Menezes Tupinambá Jr, trouxe 5 CDs do Steve Reivogan, 8 CDs Pink Floyd (The Wall), 4 Rolling Stones, mais 2 coletâneas de rock 1966 ~ 1976, The Band, The Doors, que estão no bar até hoje. A partir daí surgiu, finalmente, a linha de trabalho que hoje é sucesso copiado por muitos.

Outro grande colaborador para o sucesso do bar foi Cezar Dantas que divulgou o local entre seus amigos com destaques na sociedade de Manaus como: Alexandre Prata, Edinho Serrão, Rogério Pina, entre outros que se agradaram do ambiente e recomendaram para seus amigos, como: Junior, Aldroaldo, entre tantos outros que mereciam ser citados, mas a memória falha.

O horário de funcionamento até tarde se deve ao fato do bar, na época, não possuir porta e o Alemão dormia onde ficava o caixa (em seu layout inicial) para assegurar que nada fosse levado. Embora, se algo acontecesse, não poderia fazer nada por se encontrar num estado “etílico” avançado.

O toque final, para consolidação da vertente Rock, foi dado por dois grandes amigos que são clientes ouro: Roberto Wagner – o nosso Belo – com seu rico conhecimento em música, especialmente bandas de Rock, incendiando o salão do bar com suas sequências musicais; e Antônio Cezar Wallace da Silva – nosso Portuga – que trouxe entre outros, uma bebida pouco conhecida pelos freqüentadores na época, o Jack Daniel’s e a Wodka Kadov.

Mas nada disto teria acontecido se Edi Marques Pimentel (gerente), não tivesse dito pro Alemão que o Porão tinha que assumir a identidade do Rock e se isso não fosse feito o bar teria vida curta. E graças a ele, o Alemão resolveu impor a vontade da maioria e assumir o comando do que hoje se tornou o melhor e mais conceituado bar de rock de Manaus.

Curiosidades
Quer saber como surgiu a bebida mais forte do Porão do Alemão chamada Mariana?

Conhece a história do “Ao Imperador” no Porão do Alemão?

Sabe pra que serve aquele “sino” que é tocado no Porão do Alemão?

Sabe como eram feitas as caipirinhas no Porão do Alemão antigamente?

Você já conhece a história das luminárias do Porão do Alemão?

  • Endereço Tv. Ponta Negra, 1986 - São Jorge, Manaus - AM, 69030-680

Postar nova comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *